12 de novembro de 2010

L5R - Gempukku (Parte 6): O Clã Fênix

Saudações em Área a todos.

Hoje, na verdade, confesso que começo a escrever esta seção poucas horas (17) antes do final formal da enquete. Imagino que não teremos muitos votos que virem a mesa contra a Fênix. Esta incomum "trapaça", porém, estou cometendo mais por empolgação pessoal do que por qualquer outro motivo. Creio que nunca ficou escondido para ninguém minha predileção entre os Clãs de Rokugan. Sempre gostei mais da Fênix por vários motivos, mas vou tentar me manter imparcial e falar sobre o clã de maneira mais suscinta possível.

Todavia, não se esqueçam que a Fênix é o clã mais poderoso de Rokugan. Mais sábio, mais estiloso, inteligente, carismático, honrado, sincero, humilde... Enfim... Bom, vamos ao artigo. XD

O mon do Clã Fênix

O Clã Fênix
Famílias: Agasha, Asako, Isawa, Shiba
Cores: Vermelho sangue, laranja e amarelo

Quando se fala sobre o Clã Fênix em Rokugan, a primeira lembrança que costuma vir à cabeça da maioria das pessoas, é algum assunto relacionado a magia. Pudera. Das quatro famílias do Clã, três estão relacionadas, mesmo que indiretamente a práticas espirituais ou metafísicas relacionadas aos espíritos elementais. A Fênix é conhecida por todo o Império como formadora dos mais prodigiosos shugenjas de Rokugan, e é atípica, principalmente, em dois aspectos governamentais.

Kami Shiba, fundador do Clã Fênix e
escriba do Tao de Shinsei
Primeiro, a Fênix é um clã liderado não por uma pessoa só, como nos outros Clãs, em que esta autoridade é exercida pelo Campeão/Daimyo do Clã. Na Fênix, o Conselho dos Cinco Mestres Elementais é quem toma as decisões sobre o futuro e presente do clã. Sim, também há o posto de Campeão do Clã Fênix, mas este é mais destinado às relações externas do clã, e à execução das medidas tomadas pelo Conselho. A origem do Conselho dos Cinco Mestres, porém, remete aos tempos da Fundação do Império. Eles eram os governantes da tribo Crianças da Terra, com o lendário shugenja Isawa como líder do Conselho (como Mestre do Vácuo) e seus irmãos e parentes nas outras posições.

Outro aspecto incomum do Clã, é sua predileção pela resolução pacífica de conflitos. Há quem diga que esta postura padrão se deve ao fato da Fênix ter forças militares paupérrimas em comparação a clãs como Leão, Unicórnio, ou até mesmo o Dragão. Ou talvez por zelar tanto pela sabedoria, erudição e conhecimento, que neguem ao máximo a mais evidente falha desses valores: a guerra. Se a guerra tem início quando diplomatas e eruditos falham, a guerra é motivo de vergonha na visão típica da Fênix. Verdade seja dita, nas raras vezes em que o clã se viu obrigado a atuar em ofensiva militar, os estragos foram severos. Portanto, evitar a guerra ao máximo é a postura padrão da Fênix, mas estar pronto para agir militarmente com poder e rapidez também é um meio de assegurar a paz. Curiosamente, em Rokugan, a cor da paz é o vermelho, não o branco como é aqui.

Isawa, o orgulhoso fundador das Crianças da Terra
Historicamente, remete-se a fundação do Clã Fênix ao Kami Shiba, gêmeo de Bayushi, escriba do Tao de Shinsei, e tradicionalmente apontado como o mais esclarecido e sábio dos Kamis. Suas primeiras relações com Isawa e sua tribo, porém, eram instáveis. Isawa se contrapunha firmemente ao mandato dos Kamis, pois nunca precisaram do favor deles para prosperarem. Outros Kamis talvez até tivessem declarado guerra ou expulso Isawa e sua tribo para fora do Império, mas não Shiba. Ele foi sábio o suficiente para conter seu orgulho e raiva e perceber que Isawa possuía poderes únicos em toda Rokugan. Sim, um ou outro contemporâneo de Isawa (como Kuni, Agasha, ou até mesmo Soshi) podiam se chamar de "shugenjas", manipuladores dos poderes elementais, mas Isawa e sua família tinham poderes muito mais alto que seus contemporâneos. Quando Shinsei chegou até eles, pedindo que se tornasse o Trovão da Fênix, o orgulhoso e altivo Isawa se viu num impasse. As forças de Fu Leng já começavam a atacar pela fronteira setentrional de Rokugan, e isso também arriscava suas terras. Ir com Shiba e Shinsei, por outro lado, seria reconhecer a liderança e orientação dos Kamis, que em primeiro lugar, trouxeram o Deus Negro consigo. Isawa então ousou fazer o que nenhum outro mortal ousara na História do Império até hoje: ordenar que um Kami se ajoelhasse diante dele e jurasse defender sua linhagem. Tinha início aí um costume ímpar em toda Rokugan.

Isawa Sawao, demonstrando muito elouqüentemente o feitiço
Katana de Fogo
Salvo talvez pelo Mantis, a Fênix é o único clã inquestionavelmente gerido por uma Família de origem humana, ainda por cima subordinando a Família Divina fundadora do Clã a ela. Até hoje, todo bushi Shiba tem como objetivo primário defender os Isawa, e o Conselho Elemental.

Mas não foi senão até Shiba ter um sonho revelador, no qual ele se via diante de um pássaro de fogo, que lhe ordenou a reunir seus seguidores e os seguidores de Isawa sob a mesma bandeira. O pássaro lhe explicou que o fogo era apenas seu mais aparente aspecto, mas que era formado pelos Cinco Elementos em perfeito equilíbrio. Assim também deveria ser o seu Clã, sem mais distinção entre guerreiro e sacerote, nobre ou subalterno. A Fênix é uma só, e como uma só ela lutará, como uma só ela morrerá.

Talvez herdando o talento de seu fundador, a Família Isawa não raramente possui indivíduos muito orgulhosos e aristrocráticos. Porém, raramente algum shugenja em todo o Império supera a perícia e conhecimento dos Isawa no que diz respeito a poderio mágico ou da ciência do relacionamento com os kamis elementais. A origem disso, talvez seja pelo fato da Família ter retido a posse e divulgação do Tao de Shinsei durante os primeiros anos em que foi escrito. Fundamentando seus estudos arcanos nos ensinos do Pequeno Mestre, a magia dos Isawa evoluiu exponencialmente rápido em relação às das outras famílias de shugenjas em outros clãs. Outro segredo dos Isawa, porém, muito mais escondido, é que a magia de sangue, hoje profana e destrutiva, a maho, também é criação do primeiro Isawa. Crê-se que por alimentar suas magias com o próprio sangue, as primeiras Crianças da Terra conseguiam prodígios muito maiores que os dos primeiros shugenjas do Império. Apenas após Isawa ter prendido a alma do Deus Negro nas Doze Escrituras Negras, parece que a "rede arcana" da maho passou a ser dominada pela Mácula corruptora do Jigoku.

Asako Bairei. O Mestre da Água mostrando porque sempre
se deve ter medo de um homem com um pincel.
Outro orgulho de Isawa foi fundar a tradição shugenja em Rokugan. Tá bom, já falei em pelo menos umas cinco ocasiões que Isawa teve contemporâneos, mas o "ponto de vista" Isawa em relação aos kamis, sua divisão elemental e o costume de transcrever as preces em papel vêm dos Isawa. Muitos costumam relacionar o pioneirismo de Isawa com o de Kakita, que também estabeleceu as normas formais de duelo e etiqueta de combate. Todavia, Kakita não inventou a espada, nem as artes às quais se dedicou. Os seguidores de Isawa, aos poucos,viajaram aos outros Clãs, ensinando suas práticas, que por sua vez, foram adapatadas às necessidades e visões específicas de cada clã. Crê-se que esta seja a concretização de uma das principais profecias de Uikku, o profeta louco, que dizia: "Quando a Fênix brilhar ardentemente nos céus, ela deixará metade de sua alma nas cinzas sobre a terra. Desta maneira, as chamas dos Cinco cobrirão o Império em Irmandade." Muitos estudiosos relacionam este trecho com a difusão da ótica Isawa em cada um dos outros clãs. De uma maneira ou outra, todo clã pega a tradição Isawa emprestada em seus shugenjas. Verdade seja dita, muitas dessas derivações podem ser irreconhecíveis, mas certamente compartilham um aspecto original em comum com os estudos ancestrais das Crianças da Terra.
 
Desnecessário dizer, uma oportunidade de estudar no meio das bibliotecas e templos Isawa é quase tão cobiçada e disputada quanto uma na Academia Kakita. Os Isawa são doutos em todos os caminhos elementais, diferente da maioria das doutrinas de shugenjas do Império, que tendem a se especializar em apenas um Elemento. Os Isawa dominam os Cinco Elementos (inclusive o Vácuo, que tem sua magia exclusivamente estudada pela Fênix). Quando se especializam, porém, o poder dos Isawa Tensai neste Elemento é avassalador, mesmo em relação a outras escolas especialistas.
 
Asako Meisuru, uma das poucas Asako a estudarem ao lado dos
Isawa. Sim, a Fênix também tem suas belezas.
Se a tarefa dos Shiba é o ingrato fardo de terem que proteger os esnobes e prepotentes Isawa, em grande parte, cabe aos Asako aliviarem este fardo. A Família Asako foi fundada por Lady Asako, uma seguidora de Shiba e excelente curandeira. Ao que os contos desta época do Império deixam transparecer, Shiba tinha sentimentos por ela, mas jamais ousou violar a honra de seu marido, Asako Yogo (sim, posteriormente o fundador da infame Família Yogo, do Escorpião). Asako talvez tenha sido a pessoa que mais sentiu a morte de Shiba nas Terras Sombrias, mas este não foi o final de sua história. Graças ao segredo que lhe foi sussurrado por Shiseni, Shiba conseguiu transferir sua alma para a Espada Ancestral da Fênix, e através dela "reencarnar" em seu filho. Este, com a voz de Shiba, foi falar a Asako, e transmitiu a ela o segredo de Shinsei. Asako guardou este segredo bem, apenas o usando para obter a total compreensão da natureza humana. Seus seguidores buscam até hoje emular este comportamento, sendo a voz da sabedoria e mansidão da Fênix nas cortes políticas.

Assim são os Mestres do Saber Asako (Asako Loremasters, no original). A princípio, toda a Família é de bibliotecários ou pesquisadores subservientes aos comandos do Conselho Elemental. Mas alguns indivíduos seletos da Família buscam emular o segredo de Shinsei, visando a imortalidade através do domínio dos Cinco Mistérios dos Cinco Elementos. Esta seita secreta dentro da Fênix é conhecida como os Henshins Asako, monges que buscam atingir o potencial máximo através do equilíbrio dos elementos dentro de si.

Se a Família Asako guarda outro segredo, este não é propriamente dela. Em tempos passados, o Clã Fênix se viu obrigado a exterminar o Clã Menor Serpente, dado seu envolvimento com a profana maho (ameaça que o próprio Clã Menor foi criado para combater). O que passou despercebido para muitos, porém, foi que alguns descendentes do Clã Serpente conseguiram ser "adotados" pela Família Asako, através de casamentos ou simples fraude. Algum tempo depois, a seita maho herética chamada de "os Fênix Escolhidos" se ergueu, causando grandes problemas para os Mestres Elementais. A seita, liderada por Asako Kinuye foi finalmente desmantelada e sua líder foi perseguida pelo Mestre Elemental da Água, Asako Bairei. Hoje, não sem informações concretas do paradeiro de Kinuye, além de sua recente aliança forçada com as forças do misterioso Clã Aranha.

Shiba Tsukimi, Campeã da Fênix e Alma de Shiba
Por fim, os Shiba são responsáveis pelos assuntos militares e práticos do clã. Ao longo dos séculos trabalhando como defensores da Fênix e yojimbos pessoais dos Isawa, a esgrima Shiba se tornou famosa por sua defesa impenetrável e seu uso em armas mais longas, como lanças e naginatas (uma espécie de alabarda).

Não tão recentemente, porém, a Fênix sofreu mudanças em sua estruturação quando a Família Agasha, originalmente shugenjas do Clã Dragão, pediram asilo diante do governo enlouquecido de sua Campeã Hitomi. Outra mudança recente, também, foi a alteração no "estatuto" para ingresso no Conselho Elemental. Originalmente, apenas integrantes da Família Isawa podiam ocupar o cargo de Mestre Elemental, mas após exemplos louváveis de outros shugenjas de outras Famílias (Asako Bairei, Mestre da Água, por exemplo), os Mestres agora podem vir de qualquer Família. Antes disso, apenas um Kitsu, do Clã Leão, tinha exercido simbolicamente a função de Mestre do Fogo, nos primeiros séculos do Império.

Uma Hou-Hou. Crê-se que fique muito boa acompanhada de
quiabos e couve.
Dada sua posição geográfica, as terras Isawa sempre estiveram em íntimo contato com a Mori Isawa, a Floresta Isawa. São matas místicas cuidadosamente preservadas, e de onde os Isawa retiram madeira para a confecção de seus pergaminhos mágicos. Este material é considerado o melhor do Império para tal atividade, e a Fênix o usa cuidadosamente a fim de que não se torne objeto de cobiça pelos outros Clãs. Com tal contato com a natureza, a Fênix não raramente entra em contato com criaturas místicas sobrenaturais. A Hou-Hou é um pássaro de fogo, e por razões óbvias, considerado muito auspicioso para o clã.

O Dragão de Fogo. Uma boa razão para ter medo do Clã Fênix.
Bem recentemente, a Fênix teve intensa atuação durante a tentativa de golpe militar pelo Clã Unicórnio, que invadiu a capital durante o inverno. Num combate feroz com forças defensoras do Clã Leão (que já tinham longas rixas com os "bárbaros estrangeiros montados e desonrados"), o combate arriscava destruir toda a cidade, quando forças da Guarda Elemental da Fênix, o Conselho dos Cinco e várias legiões de bushis Shiba se transportaram magicamente para a capital , repelindo as duas forças uma da outra nos vários pontos de conflito. Caso todo esse poderio não fosse suficiente para deter dois exércitos já cansados, a Fênix sacrificou o poder do Ovo do Vácuo (resgatado da Tumba dos Sete Trovões. Outra história) para invocar uma cria do Dragão de Fogo. Este, ficou na capital ainda durante um tempo para assegurar que ninguém tentaria invadi-la novamente.

Praticamente todo Mestre Elemental da história da Fênix teve algo de cativante. Seja o heróico e Maculado Isawa Tadaka, que toda a corrupção que corria em seu sangue não o impediu de lutar contra Fu Leng reencarnado, como Segundo Trovão da Fênix; seu rival, o ambicioso e inescrupuloso Isawa Tsuke, então Mestre do Fogo; o "indecente" Isawa Emori, Mestre da Terra; Isawa Kaede, a Oráculo e Mestra do Vácuo que se casou com o Imperador Toturi I, a fim de tentar livrar sua dinastia da influência da Escuridão Enganosa; seu filho, Isawa Sezaru, o Lobo, um shugenja de imensurável poder, mas que sempre beirou a loucura e paranóia; Asako Bairei, o Mestre da Água dotado de incríveis dotes investigativos e de percepção; ou os dois últimos a hospedarem o Último Desejo de Isawa dentro de si, Shiba Aikune e Shiba Mirabu. Isso sem contar os vilões como Isawa Akuma (que originou o temido Akuma no Oni) e Asako Kinuye e seu incontável séquito de oradores de sangue sem coração.

Em suma, a Fênix é um clã bastante dicotômico. Abençoados pelo poder maior que o dos deuses, mas sentenciada a ser a voz raramente ouvida. Pacifistas numa sociedade de guerreiros, mortais capazes de ajoelharem um deus, e combatentes numa área raramente visível para a humanidade. Pessoas que trilham o caminho do poder beirando a linha tênue que separa nobreza da ambição desmedida, mas capazes de permanecerem puros mesmo que pratiquem as artes diabólicas da maho.

PS: Ilustrações deste post feitas pelos Mestres Steve Argyle, Rayn Kazuya e Drew Baker.

10 comentários :

  1. Bom , dizem que as Hou hous ficam maravilhosas com batatas cozidas e caldinho de tomate.

    Ao molho pardo tambem não é uma má ideia e com quiabo e angu, essa sim é uma otima combinação.
    XD

    Bom, não tenho muito o que falar sobre a fenix que ainda não tenha sido falado.
    Exceto que o Bayushi ainda é mais lindo que o Shiba.

    E falar que o Sezaru apenas beirava a paranoia é gentileza. O cara sozinho fez a maior merda na batalha pela corrida pelo trono, e impediu que o Kaneka matasse o Chagatai.
    E quem o parou? Tadam, sua esposa... Soshi Angai que mudou de nome ao casar, mas ainda assim nascida e criada no escoripião.

    Mas o cla da Fenix é um cla legal pra caramba para se jogar. Foi a minha primeira opção de cla,mas depois eu vi os biscoitos e fui para o lado negro...

    Ops, fui seduzida pelo escorpião.

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente excelente; tu devias estar escrevendo oficialmente neste cenário, amigo Hayashi.

    As imagens que escolheste também são formidáveis, e passam todo o poder e beleza deste grande clã.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Odin e Lady M.

    Primeiramente, só uma errata nos créditos: não consegui encontrar o nome do ilustrador da Hou-Hou, motivo pelo qual ele não consta.

    E sincero, o Sezaru não teve culpa do Kaneka ser um froxo na katana (o q tb não é culpa dele. 98% da população rokugani é frouxa comparada ao Chagatai). É difícil fazer uma entrada pontual e dramática tacando bolas de fogo pelos céus da capital invernal com uma personalidade dupla maligna enfiada na sua cabeça, ué! E sobre Sezaru e Angai, ela tinha True Love por ele. Ele não.

    E o q permitiu que a Angai parasse o Sezaru? O Último Desejo de quem? De I-SA-WA! Pq a Fênix é o clã lindo, inteligente, sedutor, poderoso... A-ham. Erh, quer dizer, o clã que melhor lida com magia.

    E pq toda jogadorA de L5R tem essa mania de ficar comparando quem é o personagem mais bonito de Rokugan? Será o Kurohito, Momochi, Paneki ou de repente o visual músculos + bigodes do Kuon... Até parece que nós homens ficamos discutindo. Todos sabem que a mais bela de Rokugan é a Kachiko... Ela só tem mal gosto pra homem, mas fazer o q? Ninguém é perfeito...

    Sobre a qualidade gráfica, nem é tanto mérito meu. Sou admirador de longa data do trabalho do Mestre Argyle e sonho um dia ser um décimo do q ele é como artista. O card ajuda muito nisso, sempre lançando ilustrações de tirarem o fôlego e tornando L5R de longe um dos RPGs mais bem ilustrados do mundo.

    E força e honra à onipotente Fênix!

    ResponderExcluir
  4. Sobre escrever profissionalmente, não só pra L5R, Odin, mas pra qq lugar (praticamente) pra mim seria um baita sonho.

    ResponderExcluir
  5. Seu sonho deveria ser realizado, nobre Hayashi, porque de fato escreves magistralmente. Com o perdão da palavra coloquial, babei nessas imagens e na descrição e história do clã... minha primeira e única personagem de Hokugan foi do clã da Fenix, a Mahara (sei que não é um nome japonês, mas é bonito e parece japonês, hehehe)... parabéns, Hayashi!

    ResponderExcluir
  6. Perdão pela ignorância: Rokugan.

    ResponderExcluir
  7. Apesar dos posts tijolares, tento ser o mais sucinto possível. Rokugan tem milhares de anos de história e qq fragmento deles pode se desdobrar em volumes imensos de texto. Também gostaria de postar mais ilustrações. Devo reconhecer, a arte atual do card não está deixando a desejar por jogadores de Fênix.

    Falar sobre os Henshins, por exemplo, já daria outro post. O mesmo vale para o Último Desejo de Isawa, ou as profecias de Uikku, assuntos só citados por alto neste mais recente post. Isso sem falar nos assuntos q tb ficaram perdidos nos posts sobre os outros clãs tb.

    Pelo q pesquisei aqui, Mahara não é exatamente um nome japonês. Mas, verdade seja dita 99% dos nomes de L5R tb não são. Apenas, assim como Mahara "soam" como japoneses.

    Ainda sobre escrever profissionalmente, as idéias do atual storyteam vez em qdo me dão náuseas psíquicas. Mas, se eles são pagos e eu não, sou inclinado a reconhecer hermeneuticamente que eles escrevem e têm idéias melhores que as minhas. Eu é q não consigo entender a grandiosidade dessas obras. Qq analogia com as Ultimate Paintings de Reinhardt, não é mera coincidência. (sarcasmo mode off)

    E não há o q ser perdoado, Lady Astreya. Deslize totalmente aceitável e seria indelicadeza minha permitir que tão mísera gafe turvasse tua ilustríssima presença por aqui.

    ResponderExcluir
  8. Rhorvals Alhanadel, o Ciclone de Aço13 de nov de 2010 03:10:00

    Excelente Hayashi! Tu realmente deveria se focar mais no cenário de Rokugan, nobre Shugenja!
    Por que tu não começa a traduzir as fictions (acho que é assim que se escreve) do site oficial?
    Uma curiosidade sobre o cenário; tem um shugenja que comanda todos os cinco elementos não é? Como ele é chamado?
    Eu me esqueci de perguntar isso antes, mas o que teria acontecido no julgamento da Selwyna se no lugar de você ser um Isawa, você fosse um Kuni?

    AVE FÊNIX!!!

    ResponderExcluir
  9. Eu ACHO q alguém já tentou traduzir as fictions aqui no Brasil. Eu mesmo já me dediquei a esta tarefa a alguns anos, mas o site acabou fechando. Mas ainda q eu retome este esforço q já ficou parado há um tempão, não saberia a partir "de onde" começar a traduzir.

    Qdo comecei a traduzir, tive q pegar do começo da Tumba dos Sete Trovões, q tava muito lá trás até o ponto então presente. Foi meio caótico. XD E sinceramente, as fictions atuais estão ficando mais curtas, o q é legal, mas as idéias atuais do storyteam não têm me agradado muito. Mas vou pensar na hipótese. O q não quero, no entanto, é q o blog acabe se tornando um blog exclusivamente de L5R. Todavia, dificilmente tenho encontrado assuntos q escapem desse entorno.

    A princípio, todo shugenja pode invocar feitiço de qq um dos QUATRO elementos (menos Vácuo, q requer talento "genético" para Ishiken-do, a magia do Vácuo, q vira e mexe, enlouquece seus invocadores). O q acontece é q normalmente as Escolas de Shugenjas possuem um Elemento com maior ênfase, e outro em q levam desvantagem. Os Isawa, por outro lado, focam num elemento mas conseguem se relacionar razoavelmente bem com os outros 3 (ou 4, no caso de um Ishiken). Ex.: A Família Soshi, do Escorpião, se foca em feitiços de Ar (adivinhação, vislumbres, telepatia, espionagem e efeitos sutis); mas toma desvantagem com o Elemento oposto, Terra (na 3ª edição era Fogo, dada a natureza não combativa da Família).

    Ainda assim, há "informalmente" o cargo de Mestre dos Cinco Elementos. Não é um posto formal da hierarquia do Império, e sim é remetido a um shugenja q em sua época demonstre lendário domínio dos kamis. Normalmente ele é associado à "linhagem" ronin dos Naka (o posto já foi ocupado por Naka Tokei e Naka Kuro).

    Acho q se fosse um Kuni no julgamento da Selwyna, pragmáticos e frios como são, ele iria querer dissecá-la para descobrir como a "Mácula" saiu dela. Obviamente, talvez depois q fosse avisado q ela nunca teve Mácula das Terras Sombrias, ele mudasse de idéia. Provavelmente a manteria sob observação, meio q torcendo pra ela ter uma recaída e tirar daí uma desculpa pra colocá-la na mesa de operações.

    ResponderExcluir
  10. Cara, eu amo Fênix, me apaixonei quando li o curto texto do começo da 3E que narrava a Batalha do Daisho Quebrado, eu quase chorei! Desde então meu amor por Fênix só tem crescido, se eu não fosse Mestre eu com certeza seria Fênix!!!

    Agora lendo os comentários, eu fiquei boiando, o que são Fiction? Tem alguma relação com as Fanfictions?

    E outra coisa, eu sou mulher, mas não tenho esse costume de ficar comparando quem é mais bonito. Como a maioria das artes de L5A é japonês então, pra mim, é tudo feio, se fosse baseado em chinês ou coreano a história seria outra.

    ResponderExcluir

Leia Também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...